terça-feira, 2 de setembro de 2008

ALMEIDÃO - Cartas Celestes (1974 a 1982)



ALMEIDA PRADO é hoje em dia um dos compositores brasileiros mais importantes fora do Brasil. Provavelmente, ninguém nascido dos anos setenta em diante tenha escutado alguma coisa dele. Nascido em Santos-SP, sua obra é vasta e inclui mais de 400 composições, desde formações camerísticas e solistas, até grandes formações sinfônicas. Nestes dias de música pós-tonalatual, CARTAS CELESTES, a obra mais conhecida de Almeida Prado, deve ser ouvida por eqüinos que curtem estrelas, planetas, sistemas solares e extra-solares.
No artigo da pesquisadora Adriana Lopes da Cunha Moreira, Almeida fala um pouco sobre sua obra: "A Carta Celeste composta em 1974 surgiu a partir de uma encomenda para um evento no Planetário do Ibirapuera. Tinha que ser uma “música de fundo”, que durasse 20 minutos, abstrata e que não tivesse uma temática muito nítida, para não distrair as pessoas durante o show das estrelas. Assim, a razão que me levou a compor foi totalmente material. Com a finalidade de dar unidade ao show do Planetário, criei livremente 24 acordes atonais, que correspondem a cada letra do alfabeto grego, e que, por sua vez estão associadas (nos livros de astronomia) a cada estrela, de acordo com sua luminosidade e grandeza. Este material não temático, mas fixo, substituiria um tema, porque a cada vez que aparecesse uma constelação, surgiria o acorde associado a ela (mesmo que quem estivesse ouvindo não percebesse essa relação). Eu quis começar a obra com um “cluster” em movimento. O piano com o pedal abaixado daria um tumulto de harmônicos que iriam se acumulando do agudo para o grave, criando uma espécie de poeira cósmica de luminosidade difusa e isso seria acompanhado pelo decrescer da luz no Planetário. Em seguida, apareceriam: o Planeta Vênus, a Via Láctea e as demais constelações, que se sucederiam de acordo com o roteiro que eu havia recebido do Planetário. No final, a luz ia aumentando e o movimento ao piano seria do grave ao agudo. Quando eu voltei às Cartas Celestes, em 1981, comecei a utilizar as ressonâncias inferiores. Compus as Cartas Celestes de nºs 2 a 6 conscientemente. Achei que havia criado um sistema que ao mesmo tempo é uma atitude muito livre, sem regras. É quase uma situação sonora na qual você se apóia às vezes."


O autor atribui a "paternidade" desta sua música a Debussy, Messiaen, Beethoven e principalmente Chopin.



As peças foram lançadas em um vinil em 1982 pelo Estudio Eldorado.

São para piano solo e tem neste áudio algumas oscilações nas frequências, creio que devido à passagem de vinil para digital. Boa viagem!


Cartas Celestes 1 e 2

Cartas Celestes 3 e 4

Cartas Celestes 5 e 6



7 comentários:

tiago_piccoli disse...

Nossa!!! Com esse post vocês realmente me surpreenderam, muito obrigado!

Estudei um pouco da trajetória e da música de Almeida Prado por interesse próprio, enquanto estudava no curso de música da UFRGS, e descobri nele um compositor imenso. Que bom que sua música está aqui, eu por sinal ainda não tenho o áudio de qualquer interpretação das Cartas Celestes, a oportunidade de baixá-lo é maravilhosa.

Parabéns!

Cavalo Alucinant disse...

Grande Almeida Prado. Também conhecido com Al O' Prado. Excelente Animal!

Rocinante disse...

Alô, diretoria!!
Preciso de uma informação técnica.
Posso disponibilizar um arquivo de 112M no blog?? Isto é possível??

zshare? rapidshare? qual o mais aconselhável?

O meu arquivo é um vídeo.

Ó a postagem 23 aííí minha gente.

Cavalo Ruivo disse...

Desses de graça que todo mundo usa, não conheço nenhum que aceite mais de 100 mb. Sugiro tentar compactar mais.

Rocinante disse...

Certo / vou tentar compactar.
Valeu / reliiiinchos

Guilherme disse...

sendspace.com seguuuuuuuura arquivos de até 300 megas. vai lá, rocinante!

Anônimo disse...

Salve meu irmãos!
Sou um apreciador da música instrumental brasilera, mas tenho muito o que conhecer ainda. Nesse momento estou procurando essa coleção Cartas Celestes do Almeida Prado. Aparentemente, esse blog é o único que "tem" todos os volumes, mas os links estão expirados. Voceês poderiam re-postar esses albums?! Por Favor?! Desde já agradeço.
Abraços.