terça-feira, 23 de setembro de 2008

Billy Blanco e Radamés Gnattali - Doutores do Samba ( 1958)





O Maestro gaúcho Radamés Gnattali (nascido em Porto Alegre - 1906, filho de uma pianista gaúcha e de um imigrante italiano apaixonado por ópera, ruma ao Rio de Janeiro em 1924 onde constrói sua biografia de muitos sucessos e parcerias) une sua obra à de Billy Blanco (paraense nascido em 1924, aparece na cidade maravilhosa no final da década de 40, tendo imediato destaque em 50 e seu merecido reconhecimento).







Este repertório foi lançado originalmente em 1958, no LP "Doutor em Samba", do cantor Paulo Marquez para a Columbia. Ao terminar a gravação, o engenheiro Umberto Contardi convenceu Billy Blanco a colocar informalmente sua voz sobre as bases instrumentais já prontas. A "brincadeira" foi guardada por Contardi durante 38 anos, e lançado em 1996.

Radamés Gnattali (regência, piano e arranjos), Chiquinho do Acordeon, Zé Menezes (guitarra), Pedro Vidal (baixo), Luciano Perrone (bateria), Zé Bodega (sax) e grande orquestra.
Billy Blanco (voz e músicas).
PEFEITO!!!!

4 comentários:

Rocinante disse...

Tá lôco!
A música tem as suas injustiças também.
Por que não se conhece esse disco?
Letras q poderiam estar entre as mais populares do país! É tudo bossa! É do ano que agora estão comemorando, o tal de cinquentenário.
Mas tem mais malícia, um pouco mais de malandragem.
Sem fazer comparações, mas: que baita disco!!!
Essa semana vi um dvd da Orq. Tabajara e o seu Severino Araújo diz que o melhor sax tenor da música brasileira é o ZÉ BODEGA.
Valeu xucro.

japonego23 disse...

Discaço de dois gênios!!! Radamés fez arranjos prá praticament todo os nomes importantes da música brasielira do século passado, uma lenda! excelent!!!

Cavalo Samurai

alvaro henrique disse...

Gostaria de contar com sua ajuda para divulgar um vídeo no youtube em que toco o Concerto de Copacabana, para violão e orquestra, de Radamés Gnatalli, com a Orquestra de Câmara Vale do Paraíba, regência de Rogério Santos.

A composição remete ao Rio idílico dos anos 40, pré-Bossa Nova, e representa as belezas naturais da cidade do Rio de Janeiro.

A orquestra é um grupo que trabalha num projeto social em São José dos Campos, e vêm realizado um trabalho belíssimo.

http://br.youtube.com/watch?v=92vqmQgeC7Y
http://br.youtube.com/watch?v=5qd0HAii3xM
http://br.youtube.com/watch?v=48Y7w-2gSwU

Muito obrigado!
Alvaro Henrique

Luciano disse...
Este comentário foi removido pelo autor.